Judô mostra espírito de competição nos Jogos Olímpicos 2016 do Instituto Neymar Jr.

26/08/2016

Judô mostra espírito de competição nos Jogos Olímpicos 2016 do Instituto Neymar Jr.

26/08/2016

O espírito olímpico continua presente no Instituto Projeto Neymar Jr., mesmo após o encerramento da Olimpíada no Rio de Janeiro. Inspiradas em grandes atletas nacionais e internacionais, as crianças assistidas puderam vivenciar o legado que a competição mais importante do esporte mundial deixou de exemplo. Mostrar a importância de fazer parte de uma disputa esportiva, e tudo o que este momento pode trazer de aprendizado na derrota e na vitória, foram ensinamentos que o INJR passou durante a semana de judô em sua Olimpíada.

P1180530

Ao longo desta penúltima semana de agosto, todos os alunos do INJR participaram da competição dos Jogos Olímpicos na modalidade judô. Pela primeira vez as crianças sentiram a sensação de competição no tatame e fizeram bonito ao surpreender os professores do esporte do Instituto. Divididos por idade entre meninas e meninos, as crianças de 7 a 8 anos participaram do estilo ‘Ne Waza’ , que é a modalidade de luta de chão do judô. Já as crianças de 9 a 14 anos puderam vivenciar o esporte por completo.

“As crianças menores só fizeram a luta de chão com imobilização. Já os mais velhos tiveram a luta para valer com os golpes, queda e imobilização. Em duplas eles competiram entre si e foi de relevância importante, porque muitas crianças nunca participaram de uma modalidade de luta. E aqui tiveram essa vivência dos Jogos Olímpicos do Instituto que foi legal”, explicou José Newton da Silva, professor de judô do INJR.

P1180610

O sensei Newton ainda acrescenta que, neste período de ensinamentos durante o primeiro ano de atividades do Instituto Projeto Neymar Jr., foi notório o quanto as crianças evoluíram no esporte. Segundo ele, os valores do projeto e da luta como respeito e disciplina contribuíram para o sucesso da modalidade nos Jogos Olímpicos do INJR.

“Vimos uma evolução neles, só que mais do que isso vimos o comprometimento deles, que mostraram que não estavam preocupados com o resultado. Passamos para eles que o importante é participar, competir e não só ganhar”, disse.

A evolução no esporte que Newton conta, também transparece na fala do aluno Gabriel Felipe Moreira. “O judô passou pra mim muita disciplina, humildade, respeito e muitas outras coisas. A minha luta aqui no Instituto eu ganhei de ‘ippon’, que foi quando eu derrubei meu adversário com as costas no chão”.

P1180591

Além dos ensinamentos, o Instituto também procura incentivar os alunos no que diz respeito à admiração pelos atletas brasileiros, principalmente nesse momento olímpico. Gustavo Saber, que também é aluno do INJR, é fã da judoca brasileira Rafaela Silva, que conquistou a primeira medalha de ouro para o país na Rio 2016.

“Eu me inspirei na Rafaela Silva. Eu acho ela uma grande lutadora e ganhou o ouro para o Brasil e espero que ela também consiga ganhar mais ouro para o Brasil nas próximas Olimpíadas”, contou.

Com o término do judô nesse período de competição, o Instituto traz para a próxima segunda-feira (29) o início da disputa na natação. Da mesma maneira que foi nos outros esportes, a modalidade aquática vai avaliar o espírito olímpico e a evolução das crianças através dos ensinamentos passados pelos profissionais dos esportes do INJR.

P1180653

Confira Mais Notícias

Processo de matrícula e rematrícula prolongado

03/02/2023

Matrícula e Rematrícula 2023

06/01/2023

Alunas concluem Curso Profissionalizante de Manicure e Pedicure em parceria com o Instituto Mix

13/12/2022