Rayssa, a sonhadora e inquieta do Jardim Glória

22/07/2014

Rayssa, a sonhadora e inquieta do Jardim Glória

22/07/2014

A pequena Rayssa, de 8 anos, vive em um mundo de fantasias. Preparada para começar a contar um pouco de sua vida e sobre o que pensa, a garota de cabelo liso e preto na altura do ombro já mostra sua determinação e energia sentada na cadeira. A cada pergunta os olhos dela vão para algum lugar distante buscar a resposta que muitas vezes saiu de sua imaginação. Inquieta, ela não sossega durante a entrevista e apesar de ser marcada por uma história de vida difícil, Rayssa não deixa de mostrar seu sorriso cativante.

Uma rua separa sua casa do Instituto. Filha de mãe solteira e com mais cinco irmãos, ela divide o quarto com suas três irmãs, que também vão participar do projeto. Seus outros dois irmãos dormem com a mãe no segundo aposento. Na casa que tem dois quartos, sala, cozinha, um banheiro e um quintal, ela divide sua cama com suas bonecas.

“A minha mãe faz bolo. O que mais gosto é o que se chama Sensação, mas eu não sei qual é a receita. A minha família é legal, engraçada e sempre que minha prima vem pra casa a gente brinca de boneca”, conta.

Como toda criança, Rayssa já se imagina no futuro. Claro que ela se vê de várias maneiras, pois em um bate papo de cerca de 15 minutos ela decidiu que seria médica, veterinária e jornalista. Na inocência de quem ainda sonha com um futuro não tão distante, entre muitos fatos que às vezes não te permitem imaginar, ela explica o que quer ser.

1

“Quando eu crescer quero ser jornalista, médica ou veterinária, porque é legal ter que medir ração e gosto muito de cachorro, de pintinho filho da galinha, gato, cavalo e tartaruga”, diz.

Apesar de cair em sua imaginação, Rayssa não soube definir bem o que seria o seu principal sonho. Depois de escutar a explicação do que se tratar sonhar, ela atentamente prestou atenção no significado desta palavra e do que os sonhos podem fazer com a gente. Foi aí que ela ousou usar um pouco de sua imaginação.

“Não sei o que significa ter um sonho. Sonho que minha família tenha uma vida melhor, que eles sejam felizes, tenham saúde e que tenham comida pra comer”, afirma. Indo mais longe ela começa a entender que seus pensamentos podem não ter limites e seus desejos um dia podem ser realidade. “A eu quero conhecer São Paulo e Jundiaí, porque minha prima mora lá. Quero ir no shopping; lá tem muita gente”.

Para o seu futuro ela espera estar muito bonita, com cabelo grande e cheia de saúde. No Instituto, ela vai fazer natação e ballet, porque quer aprender a fazer espacate, assim como as bailarinas. Já para as mudanças no mundo, ela pede que uma única coisa mude, e que inclusive faz parte de sua rotina pelas ruas do Jardim Glória.

“As ruas ficam cheias de lixo e os outros passam e jogam tudo. Até tem lixeira e eles não jogam no balde; jogam no chão. Acho isso uma porqueira. Espero que as ruas fiquem limpas no futuro. Eu espero!”.

Com a consciência de quem sabe que lixo tem que ser jogado no lixo, a pequena e serelepe Rayssa também se mostra ciente de que não são todas as crianças que terão a mesma oportunidade que ela e suas irmãs, em fazer parte de um projeto como o Instituo. Fã de Neymar Jr, ela não economiza elogios e ainda faz uma projeção.

“O Neymar ele é legal, é lindo, tem moicano e é magrinho. Eu acho que ele vai ajudar as pessoas a aprenderem um monte de coisa, como a natação que eu vou fazer e a aula de artes também. Quando eu crescer eu vou falar que tudo aqui estava muito diferente porque com certeza vai melhorar”, finaliza a pequena e nova sonhadora do Jardim Glória, na Praia Grande.

Confira Mais Notícias

Matrícula e Rematrícula 2023

06/01/2023

Alunas concluem Curso Profissionalizante de Manicure e Pedicure em parceria com o Instituto Mix

13/12/2022

Copa do Mundo do Projeto Noturno inicia no Instituto Neymar Jr.

13/12/2022